Procon Pará realiza mais de 13 mil atendimentos em 2020

A Diretoria de Proteção do Consumidor, vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), divulgou o número de atendimentos realizados em 2020. 

Em números totais, o Procon realizou, entre atendimentos na sede, em Belém, nos polos do interior e fiscalizações in loco – 13.611 ações. Já as denúncias que geraram reclamações chegaram a 760.

Problemas com o fornecimento de energia elétrica no Pará estão no topo da lista de reclamações: foram registradas 3.202, representando mais de 23% das denúncias em 2020.

As empresas de telefonia somam 10,12% e em terceiro lugar estão os bancos, que juntos somaram 9,77% dos atendimentos.

Durante a Pandemia

O Procon Pará realizou ações educativas e de fiscalização em parceria com os órgãos que compõem a administração estadual, como a Polícia Civil, para averiguar a precificação de produtos como álcool em gel. Estabelecimentos que comercializam máscaras, álcool e luvas foram fiscalizados para coibir o aumento de preços e impedir prejuízos na segurança sanitária.

As ações foram realizadas em parceria com a Divisão de Investigação e Operações Especiais (Dioe), da Diretoria Estadual de Combate à Corrupção (Decor), e Diretoria de Polícia Metropolitana (DPM).

O diretor do Procon, Luiz Cavalcante, ressaltou a importância dos atendimentos. “Em um ano cheio de desafios, diante do cenário de pandemia e com medidas de segurança sanitária mais rigorosas, redução de atendimentos presenciais, o Procon Pará não parou enquanto órgão de defesa do consumidor”, afirmou.

O coordenador de Fiscalização, Renan Lobato, conta que, durante o período de maior restrição por conta da pandemia de Covid-19, o Procon também registrou reclamações sobre cancelamento de passagem aéreas, problemas com planos de saúde e aumento dos preços de alimentos.

Informações e fotos: Agência Pará/SEJUDH

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.