Santarém: Vigilância deve intensificar fiscalização nos portos para impedir avanço da Pandemia

Ao desembarcar em Santarém, passageiros do transporte aéreo, terrestre e fluvial podem ter que passar pela fiscalização dos agentes da Divisão de Vigilância Sanitária. As equipes estão fazendo abordagens individuais para identificar, através de entrevistas e aferição de temperatura, se há passageiros com sintomas da Covid-19.

A medida, que já estava sendo adotada pela Divisão em 2020, objetiva o controle do avanço da Pandemia do novo Coronavírus em Santarém para evitar uma segunda onda de casos. 

Nesta quarta-feira (13) o repórter da TV Ponta Negra, Marcelo Silva, conversou com o coordenador da Vigilância Sanitária Municipal. Walter Matos esclareceu que as fiscalizações devem ser intensificadas, sobretudo, nas embarcações que vêm de outras cidades. Segundo ele, qualquer sintoma suspeito será notificado e se houver mais de cinco pessoas na mesma embarcação com sintomas, a mesma poderá até ser proibida de ancorar.

O trabalho conta com o apoio das Polícias Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar, Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon/PA) Capitania dos Portos, Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa/ 9ª Regional) e Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT). 

Casos identificados serão repassados para a equipe de monitoramento e o Termo de Controle  Sanitário do Viajante (TCSV) deverá ser cumprido.

Fonte: Marcelo Silva/Rota5 Foto: Divisão de Vigilância Sanitária de Santarém/Walter Matos

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.