Oriximiná: Decreto endurece medidas restritivas para combater avanço de Covid-19

O documento, com validade de 15 dias, entrou em vigor nesta quinta-feira (14). Ele deixa ainda mais rigorosas as restrições que já vinham sendo adotadas pelo município desde o início da Pandemia para conter o avanço de novos casos.

Entre as medidas estão o toque de recolher, que passou a ser das 21h da noite até às 5h da manhã do dia seguinte. Também estão proibidos eventos que causem aglomerações, com exceção de eventos religiosos. Estes podem ser realizados desde que seja respeitado o limite de 30% da capacidade do espaço.

O transporte interestadual e intermunicipal de passageiros por qualquer via também está suspenso, assim como o deslocamento entre comunidades ou para a zona urbana da cidade sem finalidade essencial à vida. 

O documento também reforça a penalização para quem descumprir as regras determinadas ou desrespeitar a quarentena no caso de apresentar sintomas ou ter regressado de outra cidade.

A justificativa do rigor nas restrições é a proximidade do município com o estado do Amazonas, que enfrenta um colapso da saúde e a falta de oxigênio nos hospitais.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) montou barreiras para controle sanitário no porto, aeroporto, Cachoeira Porteira e Distrito de Porto Trombetas. Oriximiná já confirmou 6.327 casos positivos da Covid-19 e 74 mortes desde o início da pandemia.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.