Pará deverá receber 320 mil doses de vacina para Covid-19 no primeiro lote

Por videoconferência realizada na sexta-feira (15), o governador do estado Pará, Helder Barbalho, detalhou com os prefeitos dos 144 municípios o plano de vacinação contra Covid-19 no Estado, que deve começar após o envio das vacinas pelo Ministério da Saúde. O Pará deverá receber 320 mil doses no primeiro lote.

A princípio, serão imunizados profissionais da saúde da linha de frente, indígenas aldeados, moradores das áreas remanescentes de quilombos e idosos acima de 80 anos.

De acordo com Helder Barbalho, já existe um planejamento logístico para a distribuição da vacina. Os municípios deverão ir até a sua regional para apanhar sua cota. O governador também informou que cidades que necessitem de logística diferenciada devido difícil acesso, serão auxiliadas pelo governo estadual. “Particularmente, nas regiões do Marajó e Calha Norte teremos o apoio de aviões e helicópteros para o transporte das vacinas. Não vamos deixar nenhum município prejudicado. Nossa ideia é vacinar todo mundo ao mesmo tempo nesta primeira fase”, afirmou.

Governador detalha plano de vacinação no Pará. Imagem: Agência Pará
Governador detalha plano de vacinação no Pará. Imagem: Agência Pará

De acordo com o chefe do Executivo estadual, se forem confirmadas oito milhões de doses pelo Ministério da Saúde para os Estados, o Pará deve receber, inicialmente, cerca de 320 mil doses. Mas o governador alertou aos prefeitos que o Estado só saberá o número exato no domingo (17), quando o Ministério da Saúde confirmar a quantidade de vacinas liberadas pela Anvisa.

Na videoconferência, Helder Barbalho também destacou que o Estado já disponibilizou aos municípios seis milhões de agulhas e seringas, além de isopores, para auxiliar no plano de vacinação.

Ele adiantou ainda que o governo do Estado também vai enviar, com as vacinas, material informativo sobre a importância da imunização e reiterou a responsabilidade dos prefeitos em garantir que a regra de distribuição das vacinas seja seguida, sem exceções.

Fonte: Agência Pará/Foto destaque: Agência Brasil

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.