Membros de igreja evangélica são suspeitos de aliciar sexualmente adolescentes

A denúncia foi feita por uma adolescente. Em nome da igreja, o casal Paulo Esquerdo e Rosiane Esquerdo, líder de célula de uma igreja evangélica localizada na grande área do Santarenzinho, estaria aliciando sexualmente jovens, inclusive menores, com a promessa de cura.

Casal supeito. Foto: Redes Sociais
Casal supeito. Foto: Redes Sociais

Eles estariam convencendo as vítimas a se relacionar sexualmente com o investigado para obter a cura interior, pois ele alegava receber o espírito de um “Rei antigo”. A princípio, as vítimas são duas adolescentes e duas jovens maiores de idade.

A operação, que resultou na prisão do casal suspeito, foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (20) pela Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (Deaca) de Santarém, em  cumprimento de mandados de prisão preventiva. A Operação foi denominada Rei Deposto.

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Santarém, que tem como titular o juiz Alexandre Rizzi.

Segundo a Polícia Civil, após receber as denúncias sobre a suposta prática de aliciamento, as investigações foram iniciadas e provas foram coletadas pelo delegado Madson Castro, que pediu à Justiça a decretação da prisão preventiva.

A Polícia também investiga a informação de que o líder religioso suspeito teria engravidado uma das vítimas adolescentes.

O casal deverá ser indiciado pelo crime de violação sexual mediante fraude, previsto no art. 215 do Código Penal. Após a prisão preventiva, Paulo Esquerdo e Rosiane Esquerdo passaram por exame de corpo de delito e serão encaminhados ao Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura.

Foto: Rafael Batista

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.