Emater adota expediente remoto nos municípios do Baixo Amazonas

O atendimento presencial foi suspenso em pelo menos 14 escritórios locais e três regionais da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater). A justificativa é o alto risco de infecção para Covid-19 na região do Baixo Amazonas, que obrigou as autoridades a adotar medidas restritivas para impedir o avanço de infecções. 

A providência, que entrou em vigor na segunda-feira (25), está de acordo com a portaria 010/2021, da Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad), que considera os indicadores de saúde relacionados à pandemia no Estado e orienta medidas como trabalho remoto, entre outras ações que visam à redução do risco de transmissão da doença.

Os municípios alcançados pela portaria são Alenquer, Almeirim, Belterra,  Curuá, Faro, Juruti, Mojuí dos Campos, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Placas, Prainha, Santarém e Terra Santa.

Dessa forma, ficam em atendimento remoto os nove escritórios locais vinculados ao Escritório Regional de Santarém,  os quatro ligados ao Regional do Médio Amazonas e o escritório de Placas, vinculado ao Regional do Tapajós.

Todos devem afixar em local visível para os usuários informações sobre a medida e disponibilizar canais de contato por e-mail e WhatsApp para  atendimento aos produtores, de forma a garantir a manutenção das atividades de assistência técnica e extensão rural.

Fonte e foto: Agência Pará

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.