Governador do Pará anuncia mudança de bandeiramento no Baixo Amazonas e decreta lockdown

O governador do Pará, Helder Barbalho, usou o twitter para informar a população do Baixo Amazonas sobre a decisão de mudar novamente o bandeiramento da região, que deverá entrar em lockdown a partir da próxima segunda-feira (01). O baixo Amazonas estava em bandeira vermelha e agora entra para bandeira preta, que é a classificação de maior gravidade na pandemia e exige que a população fique em confinamento.

A medida foi motivada pela confirmação de que há uma nova cepa da Covid-19 em circulação nos municípios que compõem o Baixo Amazonas e Calha Norte.

A nova cepa é um conjunto de organismos, originários do SARS-CoV-2, que sofreram uma mutação. Ela teria potencial para infectar novamente pessoas que já se curaram da Covid-19, ou seja, a variante consegue escapar da imunidade natural do corpo, gerada em resposta à infecção anterior e reinfectar o indivíduo.

Ontem à noite o governador havia informado em suas redes sociais que duas pessoas em Santarém haviam contraído essa variante. A análise dos exames foi realizada pelo Instituto Evandro Chagas, em Belém. Helder Barbalho também falou sobre o aumento da procura por leitos clínicos e de UTI na região do Baixo Amazonas.

“Queridos irmãos e irmãs do Baixo Amazonas e Calha Norte, no dia de ontem (29) o Instituto Evandro Chagas confirmou dois casos da nova cepa do coronavírus em Santarém, além disso, o aumento na procura por leitos clínicos e de UTI para pacientes de Covid nos trazem severas preocupações da capacidade do nosso sistema de atender a todos. Por esta razão, pedindo a compreensão e a solidariedade, nós estaremos mudando o bandeiramento da região que está em vermelho (alto risco de infecção), para preto, para lockdown. Isto é necessário para salvar a vida da nossa população, para evitar a proliferação do vírus, e consequentemente, problemas graves que possam levar a óbito muitos paraenses”, explicou o governador do Pará.

Santarém tem o maior percentual de mortes por Covid-19 do Baixo Amazonas. Das 1.309 pessoas que perderam a batalha para a doença na região, 513 foram infectadas em Santarém e o número segue subindo.

Imagem: Redes Sociais

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.