Após 36 dias desaparecido, piloto Antônio Sena é resgatado com vida

Em meio a tantas notícias de dor e tragédia, um milagre para nos devolver a esperança. O Piloto Antônio Sena está vivo e foi resgatado. Ele desapareceu há 36 dias, logo após decolar em um avião monomotor do aeroporto de Alenquer.

Neste sábado (6), um vídeo publicado nas redes sociais com imagens de Antônio Sena no helicóptero de resgate mostra o piloto aparentemente bem e com um sorriso no rosto, apesar de estar magro e debilitado, devido ao tempo que ficou perdido na mata. Ao chegar em Santarém, ele foi levado de ambulância para um hospital particular, onde deve ser avaliado por um médico.

 

Depois que o avião caiu, no dia 28 de janeiro, o piloto andou por dias, percorrendo muitos quilômetros, em uma área de difícil acesso até finalmente encontrar na mata um grupo de coletores de castanha e pedir ajuda.

O grupo conseguiu contato com a comunidade, por meio de um rádio amador, e informou os números de telefone da mãe e dos irmãos de Antônio Sena.

A mãe foi a primeira a receber a notícia e imediatamente avisou os irmãos, mas eles desconfiaram que poderia ser um trote e fizeram algumas perguntas para ter certeza que Toninho havia mesmo sido encontrado.

Como as perguntas, que apenas Toninho poderia saber, foram todas respondidas, os irmãos seguiram em uma aeronave particular de Santarém até Almerim, município localizado no oeste do Pará, próximo do local onde foi feito o contato.

Como o piloto foi localizado em uma área de difícil acesso, ele foi acolhido no acampamento dos coletores de castanha, que fizeram sinal de fumaça, para facilitar a visualização, no momento que a aeronave com os irmãos passou pelo local. Além dos seus irmãos, um helicóptero do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) do Pará seguiu viagem na manhã deste sábado para a região de Almeirim, a fim de realizar o resgate.

Entenda o caso

No dia 28 de janeiro, o piloto santareno Antônio Sena decolou do município de Alenquer para levar mercadorias à um garimpo no município de Almeirim, mas nunca chegou ao destino.

O desaparecimento foi comunicado à Força Aérea Brasileira, que iniciou as buscas, através do Centro de Coordenação de Salvamento Aeronáutico Amazônico (ARCC-AZ). Sem sucesso, a FAB encerrou as buscas no dia 7 de fevereiro, após prolongar o prazo por duas vezes e percorrer aproximadamente 13 mil km², no entanto, grupos especializados em busca e resgate se voluntariaram para continuar procurando por Antônio Sena. Mateiros da região também procuravam por terra.

Mas só na sexta-feira (5), a família recebeu a primeira notícia com informações reais sobre o paradeiro do piloto. O reencontro emocionado ocorreu na tarde deste sábado, no aeroporto de Santarém.

Fotos e vídeos: Redes Sociais/Reprodução

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.