Santarém: Cães vítimas de maus-tratos são resgatados

Após denúncia à ONG União Animal, dois cães vítimas de maus-tratos foram resgatados na terça-feira (09), no bairro Diamantino. A ação de salvamento foi em conjunto com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), 1ª Companhia Independente de Policiamento Ambiental (1ª Cipamb), Clínica Veterinária Império Animal e a organização não-governamental, que atua em Santarém com a proteção de animais.

“Recebemos as informações, via WhatsApp, da ONG sobre os possíveis maus-tratos aos cães. Fizemos o levantamento e constatamos que eles estavam em situação de risco”, informou o fiscal ambiental Ailton Ferreira.

Na casa, os animais apresentavam-se magros e com bastante carrapatos. Além disso, em recipientes havia água parada com larvas de mosquito da dengue.

“Foi constatado o flagrante de maus-tratos, é um crime ambiental e estamos dando apoio aos órgãos ambientais na defesa de fatos como esses”, destacou o sargento da 1ª Cipamb, Aurísio Silva.

Durante a abordagem uma mulher apresentou-se como dona dos animais negando os descuidos, mas não quis conceder entrevista.

Os cães foram levados para a Clínica Veterinária Império Animal que se apresentou de forma voluntária para realizar os cuidados médicos e a alimentação até a adoção.

Maus-tratos é crime

O crime consta no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98  e artigo 29 do Decreto Lei 6.514/2008 que prevê pena prévia de dois a cinco anos de reclusão, perda da guarda do animal, além de multa que varia entre R$ 500 a R$ 3 mil por indivíduo que sofreu os maus-tratos.

Denuncie

A Semma ainda destaca que o cidadão que fizer o flagrante, deve tentar registrar o crime ambiental no momento da infração com fotos ou vídeos, assim como identificar nomes, endereço e encaminhar a denúncia.

 É a partir da denúncia que os órgãos de proteção poderão tomar as devidas providências. No ato do registro, diretamente às instituições, o cidadão prestará o máximo de informações para se chegar aos responsáveis pelo crime. A identidade do denunciante permanecerá em absoluto sigilo.

Foto: Ascom/Prefeitura de Santarém

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.