Há 12 pessoas com covid-19 na fila de espera da UTI em Santarém e apenas uma vaga disponível

A taxa de ocupação de leitos de UTI na cidade segue no limite desde o fim de janeiro. A cada nova atualização do boletim da covid-19, a Semsa informa uma lista de espera com mais pessoas precisando de leitos do que vagas disponíveis.

Na mais recente atualização, que ocorreu às 21h da terça-feira (23), a Semsa informou que estão ocupados 63 dos 64 leitos de UTI disponibilizados no município para tratamento de pacientes com covid-19 em estado grave. Ou seja, só há uma vaga disponível.

Outra informação divulgada no boletim é que há 12 pacientes aguardando para ocupar um leito de UTI, o que significa que 11 poderão não ter acesso ao leito à tempo. Sem o tratamento adequado, as chances de sobrevivência dos pacientes em estado grave são reduzidas drasticamente.

Em 24 horas, a prefeitura confirmou as mortes de 7 homens e 7 mulheres em Santarém, sem contar outros cinco óbitos que ainda não foram contabilizados por que a Semsa aguarda os resultados dos exames.

Sobre os leitos de UTI destinados ao tratamento de crianças em estado grave, a gestão municipal informa que foram disponibilizados 3 leitos de UTI neonatal e 4 pediátricos, sendo que dois estão ocupados atualmente.

Já sobre a quantidade de leitos clínicos disponíveis, a Semsa informa que foram disponibilizados 194 para tratamento exclusivos de pacientes com covid-19. Desse total, 129 estão ocupados. Os leitos clínicos são aqueles destinados ao tratamento de pacientes de baixa e média complexidade.

Foto: Agência Pará

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.