Bebê de 6 meses morre de covid-19 em Santarém

Embora existam casos graves do novo coronavírus entre crianças, até agora os números de vítimas revelam que a doença afeta os pequenos em um percentual consideravelmente mais baixo que as demais faixas-etárias. 

No entanto, as variações da covid 19 em circulação e a inclusão de casos graves envolvendo crianças já chama a atenção dos especialistas.

Na última semana, a informação de que um bebê de colo estava entre as vítimas fatais da doença em Santarém, virou notícia na região. A informação foi divulgada pela prefeitura nas redes sociais e confirmou a morte de um bebezinho por covid-19.

O bebê estava internado no Hospital Regional do Baixo Amazonas, que é a única unidade de saúde da cidade que possui leitos de UTI neonatais e pediátricos para bebês e crianças que desenvolvem a forma grave da doença. De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do município, o bebê morreu no dia 8 de março.

Além da criança, o boletim confirmou a morte de mais onze pessoas vítimas do novo coronavírus e informou que outros 10 óbitos estão sendo investigados. As vítimas tinham entre 6 meses de idade e 80 anos.

Ao todo, 874 pessoas já morreram em Santarém.

Enquanto muitas famílias choram pelas perdas, outras estão aguardando os parentes do lado de fora dos hospitais.  Santarém disponibiliza 71 leitos de UTI exclusivos para tratamento da doença no hospital regional do baixo amazonas, sendo 3 neonatal, quatro pediátricos e 61 para pacientes adultos.

Dos três leitos de UTI neonatal disponíveis na cidade, um está ocupado, já os 4 leitos pediátricos estão vagos.

A Semsa também informou que há 10 vagas de UTI para adultos disponíveis, porém  há 11 pacientes na fila de espera, o que significa que pelo menos uma pessoa pode não ter acesso ao tratamento adequado a tempo.

Sobre os leitos clínicos disponíveis no município, a prefeitura informou que há 194 disponíveis, sendo que 97 estão ocupados.

Ainda de acordo com informações do boletim de Santarém, foram registrados 72 novos casos positivos da doença em 24 horas, elevando o número de infecções na cidade para 17.033. 

Fonte: Elaine Sá/Rota5 e foto: Comunicação Pró-Saúde

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.