Semsa e Orgãos de Segurança reunem nesta segunda (24) para definir estratégias de enfrentamento à variante indiana da covid-19 em Santarém

Casos da nova cepa da covid-19, originária da Índia, já foram confirmados no Brasil em membros da tripulação de um navio ancorado no litoral do Maranhão. No Pará também há dois casos suspeitos de infecção pela B.1.617 registrados no município de Primavera.

As suspeitas levaram a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) de Santarém a convocar uma reunião nesta segunda-feira (24) com órgãos de segurança pública a fim de elaborar um plano estratégico para impedir que a variante indiana cause um novo pico da covid-19 em Santarém.

O encontro vai ocorrer às 17h. A Semsa pretende buscar apoio dos órgãos na investigação, bloqueio e isolamento de pessoas que possam estar infectadas. Foram convidados para a reunião a Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Infraero, Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT), Coordenação de Portos, Vigilância Sanitária, Secretaria de Estado de Saúde Pública (SESPA) e Centro Regional de Governo.

A variante indiana foi classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma “preocupação global” porque pode ter capacidade de transmissão ainda maior que a cepa original do vírus. No entanto, as vacinas protegem a população imunizada contra todas as variantes do vírus.

Santarém já enfrentou dois picos da covid-19 desde o início da pandemia e 1007 pessoas já morreram vítimas da doença.

Foto: Ascom/Prefeitura de Santarém

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.