Cachorro é atropelado em Santarém e motorista vai embora sem prestar socorro. Caso repercutiu nas redes sociais e mobilizou internautas

Na terça-feira (25) um filhote de cachorro foi atropelado na avenida Edvaldo Leite, em Santarém. O condutor do veículo foi embora sem prestar socorro ao animalzinho, que ficou com as vísceras de fora na lateral da via até que populares acionaram a Ong União Animal e um veterinário ligado à causa foi ao local fazer o resgate.

O filhote passou por cirurgia de emergência e chegou a receber uma transfusão de sangue, mas não resistiu e morreu horas depois do socorro. Nas redes sociais, a ong de proteção aos animais dividiu o caso com os seguidores e fez apelos para que a população preste socorro aos animais vítimas do trânsito. O caso repercutiu na internet e mobilizou internautas.

Quem atropela um animal deve parar e prestar socorro. Ir embora e deixar o bichinho sofrendo para morrer caracteriza maus tratos.

Se o caso for denunciado por testemunhas ou houver câmeras de monitoramento no local que permitam a identificação do motorista que atropela  um animal intencionalmente ou vai embora do local sem prestar socorro, ele deverá responderá por crime ambiental de maus tratos.

A Lei 14.064/2020 aumentou a pena para quem maltratar cães e gatos. A regra não trata apenas de maus-tratos, mas também de abusar e ferir animais. Esse crime tem pena de multa e reclusão de 2 a 5 anos e a pena poder ser aumentada de 1/6 a 1/3 se ocorrer a morte do animal. A pessoa que maltrata pode ser presa em flagrante.

Foto: Ong União Animal/Reprodução

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.