Incêndio no aterro sanitário de Santarém está sendo investigado

O incêndio no aterro sanitário de Perema, em Santarém, está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Crimes Agrários (Deca), que solicitou uma perícia criminal no local para identificar a causa e as responsabilidades da queimada, que tem afetado mais de 10 comunidades ao longo da PA-370 devido à grande quantidade de fumaça. 

A perícia deve ser concluída em até 10 dias úteis, mas caso seja necessário, o Instituto de Criminalística pode pedir que o prazo seja prorrogado.

O inquérito foi aberto após a Procuradoria Geral do Município registrar boletim de ocorrência para constatar o dano ambiental e saber se a queimada foi provocada por fatores naturais ou não.

Relembre o caso

Moradores de comunidades do entorno do aterro de Perema interditaram o portão de acesso no dia 28 de julho para chamar a atenção das autoridades para o incêndio, que está prejudicando a visibilidade dos condutores na PA-370 e causando problemas respiratórios nos moradores devido à fumaça.

Com a interdição, a entrada de caminhões da coleta de lixo foi impedida, fazendo com que o lixo doméstico na região urbana da cidade ficasse acumulado nas ruas devido a falta da coleta de resíduos domésticos. Sem conseguir negociar com os manifestantes, a Prefeitura de Santarém recorreu à Justiça, que determinou liberação da entrada do aterro para que o trabalho de coleta fosse normalizado.

Os moradores acataram a decisão judicial, mas continuam cobrando a desativação do aterro e relatando os problemas respiratórios causados pela fumaça.

Foto: Redes Sociais/Reprodução

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.