Operação Sena. PC prende suspeitos de participação no latrocínio do jovem que ia para seu primeiro dia de trabalho com carteira assinada

Dois homens foram presos na manhã desta terça-feira (23) em Santarém durante uma operação da Polícia Civil. Eles confessaram que estão envolvidos no latrocínio que tirou a vida do jovem Wenderson Airton Sena, de 22 anos.

Além dos dois maiores de idade, um adolescente foi apreendido ontem a noite (22) no município de Monte Alegre e encaminhado para Santarém. Segundo a polícia, foi o menor quem efetuou os disparos contra Wenderson. Em depoimento, os suspeitos confessaram que participaram do crime de latrocínio e disseram que a vítima reagiu ao assalto.

Depois de atirar contra Wenderson, o menor ainda roubou o celular da vítima, que estava caída no chão. Em seguida, ele subiu na garupa da motocicleta que era pilotada por Ednaldo Soares. Ednaldo foi preso nesta terça-feira (22), junto com o outro suspeito envolvido, que é a pessoa que cedeu a motocicleta para a dupla de assaltantes.

Wenderson Airton havia saído cedo de casa para comprar pão porque aquele seria o seu primeiro dia de trabalho com carteira assinada, mas na manhã daquela quinta-feira (21 de outubro de 2021) o jovem não chegou no trabalho. Ele foi morto na rua Monte Alegre, na frente da escola Municipal do bairro Santo André. A esposa, que na época estava grávida de pouco mais de 7 meses, recebeu a notícia pela mãe do jovem assassinado.

As investigações do crime iniciaram ainda na data do ocorrido e câmeras de monitoramento ajudaram a polícia na rápida identificação dos suspeitos, que foram capturados um mês depois. Se estivesse vivo, Wenderson conheceria o filho em dezembro.

Por Mabi Borgaro

Confira a matéria na íntegra no ROTA

 

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.