Mulher é assassinada por companheiro em Alter do Chão

O crime de feminicídio ocorreu na última sexta-feira (28) na Vila de Alter do Chão. Principal atrativo turístico de Santarém, que ganhou fama internacional pelo título de ‘praia de água doce mais bonita do mundo’.

A vítima, identificada como Roseli Fidelix, foi assassinada pelo próprio companheiro durante uma discussão do casal.

De acordo com um vizinho do casal, o corpo foi encontrado dentro da residência de Roseli porque, depois de espancar a vítima, o próprio suspeito procurou o vizinho e informou que havia discutido com a mulher e, durante a discussão, teria desferido socos contra ela, que ficou em casa desmaiada. Ele disse também ao vizinho que agiu em legítima defesa porque a esposa o ameaçava com uma faca.

Em um vídeo gravado na cena do crime, o vizinho que encontrou o corpo de Roseli diz que quando chegou, a vítima estava deitada em uma poça de sangue e ainda respirava, mas quando as autoridades chegaram a mulher já estava sem vida.

No vídeo também é possível ver uma faca ao lado da vítima, no meio da poça de sangue. Mas, apesar da quantidade de sangue, não há indícios no corpo de que a mulher tenha sido esfaqueada.

O suspeito foi identificado como Jaime Guilhard, conhecido como Gauchinho. Depois de avisar o vizinho, ele entrou dentro do seu carro, uma caminhonete prata modelo Amarock e sumiu.

De acordo com vizinhos, o suspeito e a vítima são naturais de Trindade do Sul, município do estado do Rio Grande do Sul, mas moravam em Alter do Chão.

O casal enfrentava uma crise no relacionamento e Roseli teria ido embora e voltado recentemente à Vila. Os dois tinham um relacionamento de aproximadamente 10 anos.

Logo após o crime, as Polícias Militar do 3°BPM e Civil iniciaram as buscas por Gauchinho, que foi rapidamente encontrado e preso. Gauchinho estava no seu veículo ainda em uma RodoviaEstadual. Ele deverá responder pelo crime de feminicídio, mas alega legítima defesa.

Já o corpo de Roseli foi removido ainda na noite de sexta-feira (28) por equipes do Centro de Perícias Renato Chaves, mas o portal ainda não tem informações se parentes da vítima vão (ou não) viajar até Santarém para cuidar do sepultamento.

 

Imagens: Fontes da internet

 

Confira a matéria completa no ROTA:

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.