Homem suspeito de matar a própria companheira a tijoladas é condenado a 19 anos de prisão

Antônio Marcos Oliveira, vulgo “Moicano”, foi condenado a 19 anos e 6 meses em regime fechado, durante sessão do Júri Popular que aconteceu na manhã da última quinta-feira (24).

No dia 19 de janeiro de 2020, Antônio matou uma mulher identificada como Elen Batista Lopes, no bairro Santo André. Segundo as investigações, ele usou um tijolo para ferir a vítima, que teria sido morta em um terreno baldio.

O inquérito policial, presidido pelo delegado Gilvan Almeida, que na época era o titular da Delegacia de Homicídios, aponta também que Antônio retirou o corpo da vítima do terreno baldio e depois o levou para a frente de uma residência vizinha. Após abandonar o corpo, ele foi pra casa da mãe, onde dormiu até ser preso pela Polícia, horas depois do crime.

O julgamento do réu durou cerca de 8 horas, e teve Gabriel Veloso como juiz.

Por Israel Mendes

 

Confira a matéria completa no ROTA

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.