Uso de celular conectado à tomada representa riscos; especialista dá orientações

Quem nunca colocou o telefone na tomada para carregar e ficou por horas a fio lendo mensagens, olhando as redes sociais ou até mesmo jogando? O hábito aparentemente inofensivo requer atenção. A bateria eleva a temperatura, em seguida gera um superaquecimento, podendo levar à explosão. O ideal, portanto, é não usar o celular ou atender ligações se o aparelho estiver carregado.

“Principalmente quando chove, ocorre a incidência de raios que podem atingir a rede elétrica, e consequentemente, a pessoa que estiver usando o celular conectado à tomada. Além disso, ele pode explodir quando está super aquecido”, esclareceu Jamilly Pantoja, engenheira da área de Obras e Manutenção.

De acordo com o levantamento da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), no ano de 2019 foram registrados trinta e sete acidentes com celulares e 19 mortes. Em 2020, até o mês de maio, foram registrados quinze acidentes entre choques e explosões com celulares. “Você que tem um hábito de colocar ele embaixo do travesseiro ao dormir, ele pode explodir perto do seu rosto”, alertou Jamilly.

Para sua segurança, se houver a necessidade de utilização do aparelho celular, desconecte-o da tomada, utilize e coloque-o novamente no carregador. Retirar o celular da tomada durante as chuvas também é importante. Durante os temporais, é possível que um raio atinja a rede elétrica da casa, gerando uma grande tensão que pode chegar até o celular. Há risco de choque se alguém estiver usando o telefone, e por fim, não faça a manutenção do equipamento em qualquer local.

Por Israel Mendes

Colaborou a repórter Elaine Sá/TV Ponta Negra

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.